Resenha - Dançando Sobre Cacos De Vidro (Ka Hancock)





Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles. Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente. Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. 






Primeiramente este livro já se torna altamente  especial por ter sido presente da minha amiga Jacqueline do  canal Estante Alada, e marcou não só com seu conteúdo mas com o dia no qual recebi ele. 
Este livro tem uma estória que me surpreendeu do começo ao fim, ele segue contando a trajetória de Lucy e seu casamento um tanto quanto conturbado com Mike. 
Tudo isso por quê Mike possui um pequeno transtorno mental que faz com que ele passe por diversas internações para controlar sua sanidade.
Mesmo com todos os problemas do casamento comum e os agregados de sua doença Mike e Lucy vivem em um casamento com um amor imenso e são o suporte um para o outro, Já que Lucy possui um histórico familiar de câncer e ela mesma quase foi vencida pela doença.
Os dois depois de muita conversa decidem que nunca terão filhos pois pensam que possuem genes defeituosos com doenças que poderiam afetar seus filhos posteriormente. E mesmo assim um milagre acontece e tudo muda na vida deles de uma hora para outra.

O meu sentimento ao terminar este livro foi que eu fiquei sem chão, e não só recomendo como é um dos meus favoritos entre todos do gênero, sem clichês e claro milhões de lagrimas rolaram porquê sou uma sentimental sem precedentes.
Um dos pontos que mais me chamou atenção foi saber que a autora do livro é uma enfermeira (minha profissão), e a mesma descreveu as patologias e procedimentos de uma forma que eu sempre procuro quando leio algo relacionado com temas médicos.

Lucy é por diversas vezes muito incompreendida em relação as decisões que ela toma ao decorrer da história, e eu tento de todo modo me colocar no lugar dela e descobrir que se de fato estivesse lá, faria o mesmo. Ela é uma personagem forte, que carrega não só as suas cruzes mas as de toda a sua família, ela é o alicerce que segura a todos.

Mike começa o livro como um homem apaixonado, mas que por causa de seus problemas médicos muitas vezes se passa por um verdadeiro carrasco, ele vive toda sua vida em função ao amor incondicional por Lucy desde o primeiro momento em que a viu.

E temos ainda as irmãs de Lucy que estão a todo momento badernando e arrumando a vida dela.

È um livro que te faz pensar até certo ponto quais suas prioridades?
O que é mais importante?


A Autora e a editora estão mais que de parabéns com esse livro que é 5 estrelas e favoritado, e que super recomendo, leiam e me contem o que acharam do livro e do desfecho.









1 comentários:

 
|